Notting Hill Carnival – Agosto 2014

“Journeys to and from the area around Notting Hill will be heavily restricted, so work out your best route (…). Consider making an early or late entrance to avoid the crowds.” Isto era o que dizia na Time Out London. Muito bem avisado, podiam era também ter acrescentado que tentar sair dessa zona podia ser um autêntico pesadelo…

Acho que devíamos ter desconfiado quando ficámos presos num dos túneis da central line (uma das linhas de metro mais quentes de Londres), que este não seria um dia fácil. Com as carruagens completamente lotadas (fosse de turistas ou de pessoal carnavalesco que se dirigiam para Notting Hill em busca de alguma folia), o facto de estarmos ensanduichados entre dezenas de corpos, sem falar de estarmos parados num túnel redondo do tamanho do metro e de não conseguirmos ouvir as explicações do motorista cuja voz não se conseguia sobrepôr ao vozeiral da multidão (até podia estar a anunciar um choque iminente que a reacção seria de uma indiferença pura) e a claustrofobia saltou logo para fora. Comecei logo a transpirar e não era só do calor… escusado será dizer que assim que as portas abriram (em Lancaster Gate, duas paragens antes de Notting Hill) saímos para a plataforma e percorremos a pé o resto do caminho, no meio de uma multidão cada vez mais compacta.

Chegar à zona do carnaval foi relativamente simples mas circular lá dentro foi difícil, muito difícil. Tínhamos um mapa que indicava por onde circulava a parada mas parecia que só víamos camiões com música altíssima e nada de mascarados. Mas que estranho carnaval, pensámos nós. Fomos furando a multidão, por entre gente apertada de copo na mão, tentando esticar o pescoço à procura de algo diferente. A música era estrondosa, quase ensurdecedora, fazendo vibrar até o chão; falar normalmente deixou de ser possível e começámos aos gritos uns para os outros para nos fazermos entender. E pelo que percebi hoje era o Children’s day. Really? Com aquela barulheira duvidei… Felizmente há pais previdentes e cheguei a desejar ter uns headphones assim:

IMG_3534Pouco a pouco, depois de alguns empurrões e desvios começámos a ver alguma cor, mas… 2007? 2009? Há quanto tempo não mudam os estandartes?

Notting hill

Mas pelo menos era algo próximo de um carnaval…

IMG_3544IMG_3540

No geral, confesso, que não foi o melhor nem o mais bonito dos carnavais. Eu, que já fui a Veneza, e que venho de um país que até festeja razoavelmente o carnaval, não pude deixar de me sentir algo desiludida. Um dos meus sonhos é ir a New Orleans na altura do Mardi Gras e achava que este, sendo afro-caribbean, tinha algumas raízes no do outro lado do Atlântico mas não me pareceu.

Parecia algo despido, muito sonoro, com uma alegria muito esforçada e nada convincente.

Até as crianças pareciam um bocado deslocadas e pouco felizes:

IMG_3587

Um sorriso esboçado especialmente para a câmara

Um sorriso esboçado especialmente para a câmara

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Depois de muito andarmos e concluirmos que nada de novo iríamos ver, decidimos sair de Notting Hill e ir à procura de um local que vendesse crepes com chocolate que nos apetecia mais do que a imensa comida e bebida que havia à venda nas ruas. Mas sair foi um verdadeiro pesadelo… A parada circulava numa espécie de quadrado entre Ladbroke Grove, Westbourne Grove, Chepstow Road e Great Western Road e quando tentámos sair devemos ter virado para o lado errado e entrámos no interior do quadrado em vez de sairmos. E parecia um pesadelo porque de todas as vezes que andávamos até ao fim da estrada tínhamos os camiões da parada à nossa frente.

IMG_3592Desviávamo-nos da multidão, víamo-nos apertados e empurrados por todos os lados, éramos abalroados em todas as frentes, saltámos por cima de gente bêbada e tentámos sempre não perder de vista o que ía à nossa frente e, no fim, lá estavam os camiões infernais com a música atroadora.

Encontrámos muitas entradas de metro mas neste fim de semana prolongado as estações de Notting Hill gate, Queensway, Royal Oak e Westbourne Park eram só de saída, a de Ladbroke Grove estava fechada e todas as outras estavam fora do quadrado. Enfiámo-nos em becos sem saída para voltarmos para trás, para mais uns empurrões; perguntámos aos polícias que nos diziam “you can try going that way” (try??) enquanto apontavam evasivamente para onde tínhamos vindo ou para possíveis estradas que íam dar… aos camiões!!

Depois de termos feito a Portobello Road toda até ao fim e depararmos com um STOP para peões (para aí pela quinta vez!), só me apetecia sentar e esperar que a parada acabasse (pelas 18.30h, com um strict noise curfew at 7pm!). Mas já andávamos nisto há quase duas horas, aos círculos numa área circunscrita e rodeada de camiões TIR saídos do inferno (era o que parecia), já não podámos com gente a dançar IMG_3588e só queríamos parar para comer um crepe e beber algo (e ir à casa de banho, porque as da zona eram daquelas temporárias, com filas que faziam curvas e contracurvas) por isso quando demos de caras – outra vez – com a parada seguimos a sugestão de um polícia e atravessámo-la, num slalom por entre camiões gigantescos, num passo rápido para depois voltarmos a abrandar para um passo de caracol pelo cansaço.

Chegou uma vez para ver como é o Notting Hill Carnival e penso que não devemos voltar enquanto nos lembrarmos deste.

IMG_3551Parece ser apenas [mais] uma desculpa para o pessoal se embebedar e fazer figuras tristes… ficando na dúvida se algumas fatiotas são casualmente escolhidas ou de modo propositado para este festival…

De qualquer maneira há que aproveitar o que esta cidade oferece, mesmo duvidando que seja “the largest festival celebration of its kind in Europe” (http://www.thenottinghillcarnival.com/).

Bom, e vai daí talvez seja mesmo o maior deste género, porque dificilmente podemos encaixar nesta nominação o de Veneza, com o seu glamour e mistério. E ao contrário do que várias vozes me disseram sobre ser uma zona perigosa, a verdade é que a Time Out já dizia que “Notting Hill Carnival has a relatively low crime rate for such a huge event” e realmente não me senti insegura mesmo deparando com algumas personagens assustadoras:

Quem é este? Um Jihadista?

Quem é este? Um Jihadista?

Parece que não eram só os camiões que eram saídos dos infernos

Parece que não eram só os camiões que pareciam saídos dos infernos

E a recomendação sobre “avoid carrying expensive items, such as jewellery and digital cameras”? Na boa, sem medos. Se não levarem que seja só porque a partir de uma certa altura se torna impossível fotografar seja o que for, com risco de esmagamento. Quando mal conseguimos levantar os braços e caminhamos a olhar o chão para evitar pisar, ou sermos pisados, sacar da máquina fotográfica torna-se uma tarefa inglória e mais vale estarmos quietinhos e tratar de sairmos dali para fora.

E no final fica a lixarada para limpar… o pessoal da câmara vai ter trabalho a dobrar, ou a triplicar, ou a quadruplicar esta noite…

lixoMas que não se pense que Notting Hill é mau. Na realidade é bem bonito e vale bem o passeio, só não vão na altura do Carnaval. Coitados de que lá vive, só pensava se fosse eu numa saída de vela (ie, depois de uma noite a trabalhar)… ou não, porque os seus habitantes não parecem nada pobrezinhos ou não fosse esta área uma zona posh.

IMG_3614Ah, e os crepes? Não deu para isso 😦 afinal é domingo, nesta cidade tudo, ou quase tudo, fecha às 18h ao domingo. Acabámos por encontrar um Paul surpreendentemente aberto até às 20h, perto da estação de Holland Park. E também para nossa surpresa estava uma mesa para três disponível. Mas não tinham crepes pelo que nos ficámos por sandes mista, tarte de limão e chai latte antes de nos voltarmos a enfiar no meio da multidão que entrava no metro, mas desta vez para voltarmos para casa.

E não nos voltámos a cruzar com os camiões…

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s